Espanhol Português

Durante a iniciativa “governo de proximidade”, que todos os meses vai levar o executivo aos diversos distritos do país, Ana Abrunhosa, ministra da Coesão Territorial, anunciou que, no terceiro trimestre deste ano, sete portagens do interior vão ter descontos para os utilizadores frequentes.

Abrangidas por estes descontos no preço vão estar a A22 (Algarve), A23 (Beira Interior), A24 (Interior Norte), A25 (Beira Litoral e Beira Alta), A28 (Norte Litoral), A4 (subconcessão AE transmontana e Túnel do Marão), A13 e a A13-1 (subconcessão Pinhal Interior). A A28 é bastante utilizada para ligar esta zona do país a Galiza e restante norte de Espanha.

Esta redução no custo das antigas SCUT (auto-estradas sem custos para o utilizador) terá um custo de 100 milhões no Orçamento de Estado e servirá para reduzir as disparidades existentes entre o litoral e o despovoado e por vezes esquecido interior do país.

Esta medida, que vai reduzir em um quarto a factura mensal dos utilizadores deste conjunto de auto-estradas, vai, segundo a ministra, garantir que as pessoas do interior do país tenham uma melhor qualidade de vida, para além de ajudar no fomento das actividades económicas localizadas nestas regiões em comparação com outras zonas do país mais desenvolvidas. Também servirá para incentivar para o uso de mais transportes públicos e na redução da pegada carbónica, um dos principais objectivos do governo para a presente legislatura.

Este novo modelo de portagens no interior vai ter descontos para quem vive, trabalha ou visita estes territórios para passar uns breves dias de férias.