Con el patrocinio de:

C&A vai criar um bosque em Portugal e em Espanha

Projeto pretende reflorestar regiões desérticas e devastadas pelos incêndios

Comparte el artículo:

Compartir en facebook
Compartir en twitter
Compartir en linkedin
Compartir en whatsapp
Compartir en telegram
Compartir en email

Em Portugal e em Espanha, a C&A, marca de vestuário, vai plantar um bosque. Este projecto, que será feito em parceria com a Life Terra (fundação que tem como missão restaurar a ligação das pessoas com o planeta), vai contar com a contribuição dos clientes e das equipas que têm permitido que as lojas da C&A se mantenham abertas na península Ibérica. Todos vão poder participar na plantação de árvores. Para tal, entre 4 e 14 de Novembro, em cada compra feita será doado um euro para a criação deste projecto.

Em Portugal, esta iniciativa faz parte da celebração dos 30 anos da marca no país. O Bosque C&A será plantado em duas zonas da península que estão, a nível ambiental, deterioradas. A desertificação e a devastação dos incêndios têm marcado o território português e espanhol. A reflorestação terá lugar antes do final do ano, na região de Samora Correia (Portugal) e em Montes de Vigo (Espanha). Estas duas regiões vão ganhar uma nova vida graças à plantação de castanheiros e carvalhos. Estas espécies para além de aumentarem a biodiversidade também são mais resilientes às alterações climáticas que afetam, de forma particular, Portugal e Espanha.

«Com esta iniciativa, e de mãos dadas com a Life Terra, pretendemos continuar a tomar medidas necessárias e úteis que ajudem na luta contra a mudança climática e que possam contribuir para um melhor planeta», explicou aos jornalistas Domingos Esteves, diretor-geral da C&A Portugal e Espanha.

O bosque C&A em Portugal terá uma extensão de, aproximadamente, dois hectares, permitindo a redução de mais de 250 toneladas de emissões de CO2 nos próximos anos. 

Noticias Relacionadas

EL TRAPEZIO: o primeiro xornal ibérico

EL TRAPEZIO (2019) é unha publicación dixital dirixida ás comunidades hispanofalante e lusolusofalante. O seu obxectivo é crear unha opinión pública ibérica, dada a existencia