Con el patrocinio de:

Aumento nos combustíveis leva os portugueses a passarem a fronteira para encher o depósito

Escalada nos combustíveis recorrente leva a que os raianos aproveitem os preços mais baixos

Comparte el artículo:

Compartir en facebook
Compartir en twitter
Compartir en linkedin
Compartir en whatsapp
Compartir en telegram
Compartir en email

Desde o início do ano, a gasolina subiu cerca de 30 cêntimos e o gasóleo aumentou 25 cêntimos por litro. Estes valores não eram registados há 7 anos. Em alguns postos do país existe gasóleo que está a ser vendido acima dos 2€. Atualmente um condutor para encher o depósito precisa de mais 15€ do que anteriormente. Vários automobilistas, especialmente aqueles que vivem na zona fronteiriça, cruzam para o lado espanhol para atestaram os seus veículos. Se antes este já era um percurso normal, atualmente vários postos de gasolina fazem descontos aos clientes provenientes de Portugal. Em alguns postos de gasolina situados na Galiza os descontos feitos por litro aos portugueses é de 7 cêntimos. Ao abastecer-se o depósito em Espanha poupa-se até 25€.

Sobre a escalada dos combustíveis que Portugal está a enfrentar e a possibilidade de o governo baixar os impostos, já que a diferença dos preços vigentes está nas taxas impostas, o executivo tem recusado. Tal medida é vista como necessária para fazer os preços baixar. A recusa é defendida pela necessidade de se promover a transição energética. Mesmo assim, o governo anunciou que o ISP da gasolina baixaria 2 cêntimos e do gasóleo 1. Esta descida é vista por consumidores e associações como insuficiente. 

Os portugueses estão  desesperados com a subida dos combustíveis 

Por cada litro atestado, o estado tem ganho 5 cêntimos. O diretor do Banco de Portugal e antigo ministro das finanças, Mário Centeno, acredita que esta subida descontrolada dos combustíveis será temporária. Uma nova subida é esperada já nesta segunda-feira. Será a terceira subida semanal. A crise de energia a nível global tem empurrado os preços do petróleo e derivados para novos máximos.

O aumento nos combustíveis está a deixar os portugueses com um «ataque de nervos». Nas redes sociais está a ser convocado um boicote às petrolíferas, bloqueios e duas petições online reúnem milhares de assinaturas que têm como objetivo serem apresentadas a Assembleia da República. A Associação dos Transportadores Rodoviários de Mercadorias também ameaça subir os seus preços, o que iria ser transmitido ás mercadorias consumidas.

Noticias Relacionadas

EL TRAPEZIO: o primeiro xornal ibérico

EL TRAPEZIO (2019) é unha publicación dixital dirixida ás comunidades hispanofalante e lusolusofalante. O seu obxectivo é crear unha opinión pública ibérica, dada a existencia