Centro Cultural de Cascais vai receber exposições de três expoentes da arte Ibérica

Artistas contemporâneos vão mostrar alguns dos seus trabalhos ao público de Cascais

Comparte el artículo:

Compartir en facebook
Compartir en twitter
Compartir en linkedin
Compartir en whatsapp
Compartir en telegram
Compartir en email

O Centro Cultural de Cascais vai inaugurar, a partir do dia 29 de Janeiro e até a 12 de Fevereiro, três exposições dedicadas a expoentes da arte contemporânea Ibérica. O arquiteto Victor Neves, a pintora Catarina Lucas e o artista espanhol Pepe Barragán (representante do abstracionismo geométrico) são os nomes que vão ter os seus trabalhos expostos no centro dirigido pela Fundação D. Luís I e pela Câmara Municipal de Cascais.

A primeira exposição, Nuclear-Perspectives, do arquiteto Victor Neves, vai estar patente no espaço da Capela de 29 de Janeiro a 30 de Abril. Esta mostra de 26 desenhos, que não obedecem às regras da geometria, pretende desafiar o espectador a refletir sobre o que distingue a ação de ver e o ato de olhar.

No dia 5 de Fevereiro, no piso 2, Catarina Lucas vai abrir a exposição Piso Passo. Esta mostra, que vai estar patente até ao dia 7 de Maio, explora uma vertente experimental da sua produção artística. Os trabalhos da pintora são feitos em especial em óleo de tela, cartão e papel. A emoção, o instinto e a estimulação são alguns dos sentimentos que a artista nos traz.

O pintor e galerista espanhol Pepe Barragán vai ocupar o piso 0 do Centro Cultural de Cascais com a exposição Ritmos e variações. Esta mostra vai apresentar 35 obras realizadas em óleo sobre tela ou sobre papel de diversos formatos. Todas as obras têm uma relação entre as cores e as formas. A presença da geometria e das suas figuras é vista através de linhas, quadrados e retângulos. Esta exposição vai ser inaugurada a 12 de Fevereiro e vai ser mantida até a 29 de Maio.

Noticias Relacionadas