Portugal e Espanha são dois dos melhores países para fazer enoturismo

Os países ibéricos são apelativos para os amantes de um bom vinho fazerem férias

Comparte el artículo:

Compartir en facebook
Compartir en twitter
Compartir en linkedin
Compartir en whatsapp
Compartir en telegram
Compartir en email

Portugal e Espanha são dois dos melhores países para visitar se for um amante de vinho. Segundo um estudo publicado pela revista Bounce, os dois países ibéricos ocupam, respetivamente, o segundo e o terceiro lugar. O primeiro posto é da Itália. Estas três nações são bastante atrativas para todos os que gostam de fazer as suas férias a volta do vinho pois para além de serem os maiores produtores e consumidores também são o berço de inúmeras especialidades.

No enoturismo os visitantes ficam a conhecer não só o sabor e o aroma dos vinhos como também as tradições e a cultura das localidades que produzem esta bebida. Pelo segundo ano consecutivo, Portugal ocupa o segundo lugar não só pelo número de visitas que o enoturismo luso tem mas também por ser o maior consumidor, com 47 milhões de hectolitros por 100.000 habitantes.

Em território nacional, o Alto Douro vinhateiro, região criada em 1756, destaca-se por ser a capital europeia do enoturismo e habitualmente é referida em publicações especializadas. Tanto o Douro como o Alentejo são duas regiões que todos os amantes do vinho devem visitar em Portugal. Espanha destaca-se com a maior área de vinhedos (968,4 mil hectares) e 600 variedades nativas que estão plantadas por todo o país.

As plantações espanholas representam 15% do total mundial. As regiões de Rioja, Ribera del Duero e de Jerez de la Frontera são locais onde o enoturismo tem uma forte presença. O Cava, feito de uma forma semelhante ao Champanhe, é uma das produções vitivinícolas mais conhecidas de Espanha.

Noticias Relacionadas