Con el patrocinio de:

Web Summit recebe «luz verde» para acontecer em regime presencial em Lisboa

Maior evento tecnológico do mundo vai contar com a presença dos futebolistas Gerard Pique e Iker Casillas

Comparte el artículo:

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp
Share on telegram
Share on email

Depois de um ano em que a Web Summit, a maior cimeira tecnológica do mundo, teve que acontecer de forma remota devido às restrições impostas pela pandemia, a edição de 2021 vai voltar a ser feita de forma presencial. «Vemo-nos todos em Portugal», publicou o presidente executivo da Web Summit, Paddy Cosgrave, na rede social Twitter. «Não poderíamos estar mais animados para voltar pessoalmente. Ver novamente as pessoas a conectarem-se pessoalmente, em segurança, novamente, e reviver a magia das interacções face a face será incrível», referiu ainda Cosgrave sobre a realização presencial da Web Summit depois de a mesma ter acontecido de forma virtual no ano passado, o que fez disparar os seus custos e não teve os efeitos habituais para o sector hoteleiro. Para além deste anúncio, também foram anunciados os primeiros oradores que vão estar presentes de 1 a 4 de Novembro na Altice Arena, em Lisboa.

Pelo palco da Web Summit vai passar o presidente da Microsoft Brad Smith, a comissária europeia Margrethe Vestager, os campeões do mundo pela selecção espanhola Gerard Pique e Iker Casillas, os futebolistas Verthogen e Dier, a portuguesa Daniela Braga (que está a colaborar com a Casa Branca numa task-force sobre Inteligência Artificial), o primeiro-ministro, António Costa, e o presidente da República, Marcelo Rebelo de Sousa. Estes são alguns dos primeiros 150 oradores já anunciados que vão apresentar as suas experiências às 1.250 startups, 1.500 jornalistas e mais de 700 investidores que habitualmente marcam presença nesta cimeira onde se discute não só sobre tecnologia mas também sobre política e sociedade.

Apoiar as startups portuguesas

A caminho da 6ª edição, a Web Summit mudou-se para Portugal em 2016, o Programa Road 2 Web Summit já apoiou 600 empresas portuguesas. Para esta edição, uma centena de startups portuguesas vão ser apoiadas tanto com um desconto nos bilhetes como com cursos de preparação para que se possam apresentar da melhor forma perante uma plateia de investidores internacionais.

Noticias Relacionadas