Espanhol Português

A Mercadona, cadeia de supermercados espanhola, continua a sua expansão em Portugal e já são 20 as lojas em território nacional. Depois de Porto, Guimarães, Vila Nova de Famalicão e Santa Maria da Feira e Espinho, foi anunciado que Vila do Conde vai receber um espaço, já em 2021. A última loja da Mercadona aberta ainda em 2020 foi a de Campanhã, próxima do antigo matadouro (numa obra de reconversão que custa 40 milhões de euros), no Porto, que abriu a 16 de Dezembro. Em todas as lojas portuguesas está imposta a “estratégia 6.25” para reduzir a utilização do plástico e evitar que estes se transformem em resíduos poluentes.

Também este mês de Dezembro, a cadeia espanhola fez uma doação de 80 mil toneladas de alimentos que foram distribuídos pelo Banco Alimentar Contra a Fome, Cáritas, Cruz Vermelha e AMI. Este apoio também foi prestado a inúmeras instituições sociais que apoiam vítimas de violência doméstica no Porto, Braga, Aveiro e Viana do Castelo. Outro dos compromissos da Mercadona é a luta contra a violência doméstica, fazendo mesmo parte das empresas fundadoras do Pacto Contra a Violência, assinado recentemente com a Comissão para a Cidadania e a Igualdade de Género (CIG). Tal como faz em Espanha, fornecem todo o apoio (legal e psicológico) aos colaboradores vítimas de violência e utilizam os seus espaços de comunicação, tal como os físicos, para divulgar campanhas de sensibilização.

No próximo ano, a marca vai abrir entre 8 a 10 e inúmeros processos de recrutamento estão abertos.