A eurocidade do Guadiana foi premiada com a “uva transfronteiriça”

A presidenta da Eurocidade e da Câmara Municipal de Ayamonte, Natalia Santos, expressou seu apreço pela premiação da Cadena Ser de Huelva

Comparte el artículo:

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp
Share on telegram
Share on email

O projeto da eurocidade de Guadiana, composto por Ayamonte e os municípios portugueses da Vila Real de Santo António e Castro Marim, tem sido distinguido com a “Uva Transfronteriça”, uma das doze Uvas da Cadena SER 2019, uns prêmios cheios de tradição que esta cadeia concede a cada ano, por três décadas, a pessoas ou entidades que se destacaram por trabalhar em nome de Huelva.

A presidenta da eurocidade e da Câmara Municipal de Ayamonte, Natalia Santos, ficou muito satisfeita com este prêmio “que representa o reconhecimento do trabalho conjunto, da cooperação, de três municípios que conseguiram unir e atravessar fronteiras para para o desenvolvimento do desenvolvimento econômico, turístico e urbano dos três municípios que o compõem e que têm um futuro cheio de oportunidades diante deles”.

A Gala de entrega do “Uvas de la SER” terá lugar na quinta-feira, 26 de dezembro, às 20h30, no Grande Teatro de Huelva.

Os vencedores desta edição são:

1.- Uva empresarial: Empresa “Flor de Doñana”

2.- Uva musical: grupo musical “Antílopez”

3.- Uva para a carreira profissional: Francisco Huelva

4.- Uva cultural: Remedios Malvárez, diretor de cinema

5.- Uva Ecológica: José Carlos Mélida Vilches, (Fundação ARBA)

6.- Uva transfronteiriça: Projeto Eurocidade do Guadiana

7.- Uva popular: Bar “Los cuartelillos”, de Huelva

8.- Uva do Natal: Belém Viviente de Beas, em seu quinquagésimo aniversário.

9.- Uva ambiental: No 50º aniversário da criação do Parque Nacional de Doñana

10.- Uva esportiva: Blanca Betanzos

11.- Uva Social: Cidade das Crianças

12.- Uva choquera: Manuel Silván de la Corte

Noticias Relacionadas

Como chegámos a uma «Tempestade Perfeita»?

O que é uma «Tempestade Perfeita»? Normalmente quando utilizamos esta expressão estamos a descrever um fenómeno meteorológico que foi criado graças a confluência de vários

Deixe um comentário