A Raia comemora duas vezes o novo ano

Os raianos primeiro comem uvas frescas e depois passas

Comparte el artículo:

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp
Share on telegram
Share on email

Provavelmente uma das poucas vantagens de ter duas horas diferentes entre Espanha e Portugal é que os habitantes de A Raia podem celebrar duas vezes a chegada do novo ano. Podem primeiro comer as 12 uvas frescas do lado espanhol, bem como as 12 passas – como é tradicional – do lado português uma hora depois.

A raiana Julia Passos diz que em “Melgaço (Portugal) saímos às ruas às 23:00 para ver os fogos de artifício ao lado da Galiza”.

Ine Freixo, dona de um alojamento da Raia, explica que “recebemos em nosso alojamento muitos clientes, vizinhos, que não deixam de comemorar as duas vezes o novo ano. Estamos a apenas a 5 km de distância. Também vamos para o outro lado da Raia. A celebração é bastante semelhante para uns e outros. A Raia é aquele lugar de passagem e encontro; apenas administrativa. Nós raianos somos do coração. A maioria dos nossos visitantes são de Lisboa, Rio Maior, mas também de Estremoz, Évora”.

O movimento iberista tem repetidamente apelado à reunificação do calendário peninsular. Entre 1901 e 1940, Portugal e Espanha tiveram a mesma hora peninsular (Greenwich Meridian Time).

Noticias Relacionadas

Como chegámos a uma «Tempestade Perfeita»?

O que é uma «Tempestade Perfeita»? Normalmente quando utilizamos esta expressão estamos a descrever um fenómeno meteorológico que foi criado graças a confluência de vários

Deixe um comentário