Espanhol Português

Para a Izquierda Unida das Astúrias, a resposta contundente de Portugal ao ministro holandês “marca o caminho a seguir: mais iberismo para fazer frente a uma Europa de comerciantes”.

Ovidio Zapico, coordenador-geral da Izquierda Unida das Astúrias, afirmou que parece “embaraçoso”, “uma vergonha, o papel da União Europeia”. Para Zapico, a UE não é e não viveu de acordo com as circunstâncias devido à sua falta de coordenação, egoísmo e falta de solidariedade. “Para fazer frente aos comerciantes do Norte”, a IU das Astúrias pede “mais iberismo”, porque isso “nos fortalece”.

Para a IU também é necessário “impulsionar a colaboração com as câmaras municipais”, ressaltou o coordenador da IU nas Astúrias, dado que “são um agente social, laboral e económico muito importante para retirar as Astúrias da situação em que estão a viver”.

Segundo o coordenador, antes da renovação do estado de alarme, “é imprescindível seguir com uma disciplina de confinamento. É fundamental seguir de uma forma respeitosa todas as medidas que o governo está a decretar”.