Español Português

O Partido Ibérico Iber convoca seu segundo congresso nacional no sábado 23 de novembro, no Hotel Verona em Puertollano (Ciudad Real). Durante o congresso, será avaliada a gestão política e financeira da diretoria do Partido e a eventual criação de um Comité Ibérico de Garantias e Ética. Nas últimas eleições municipais obtiveram um vereador na cidade de Puertollano.

O Congresso fará também um balanço da situação do Partido e colocará à votação a inclusão do documento “Declaração de Lisboa” no “programa máximo do Partido”. Pretende-se também instar à diretoria a “monitorar o cumprimento do governo das 111 medidas de entendimento transfronteiriço”, diz o texto de convocatória do secretário de organização, programas e atas, José Carlos Giménez Delgado.

Em 3 de maio de 2013, o Movimento Partido Ibérico foi criado como associação em Covilhã (Portugal). Posteriormente, em 17 de dezembro de 2014, teve sua réplica em Espanha quando foi registrado no Ministério do Interior o Partido Ibérico Íber, um partido liderado pelo ex-prefeito de Puertollano Casimiro Sánchez Calderón, atual vereador. Em 1 de outubro de 2016, ambos assinaram a Declaração de Lisboa como parte da Cimeira de Lisboa. Em 29 de maio de 2017, ambas as organizações apresentaram em Vila Real (Portugal), em paralelo com a Cimeira Ibérica dos governos de Espanha e Portugal, o documento “111 Medidas de comunicação e o entendimento de Espanha e Portugal”, onde sublinham o seu apoio ao Corredor do Sudoeste Ibérico (Ave Madrid-Lisboa via Extremadura).