Espanhol Português

A empresa de biotecnologia galega Zendal, que tem sede em O Porriño, vai abrir um novo pólo de produção em Portugal. A primeira “fábrica de vacinas em massa” em território luso vai estar localizada no Parque Empresarial de Formariz, em Paredes de Coura. Esta construção vai, segundo o autarca local, ser “de importância estratégica para o país”, ter um custo de 15 milhões de euros e criar, numa primeira fase, 30 postos de trabalho. Este pode não ser um projecto rápido ou barato mas promete dar milhões. Uma vacina pode levar mais de dez anos a ser produzida.

Para o primeiro-ministro António Costa, “este investimento da Zendal coloca Portugal na linha da frente dos esforços de resposta a crises sanitárias, como a que actualmente enfrentamos, da COVID-19, garantindo o envolvimento nacional nas cadeias valor do sector da saúde”.

A Zendal, que deve o seu nome a enfermeira espanhola Isabel Zendal, a única mulher a participar numa expedição que inoculou meio milhão de pessoas contra a varíola na América Latina e na China, de momento está a fazer uma vacina, que já está a ser testada em macacos, contra a tuberculose produzida pela Universidade de Saragoça e a Biofabri. No laboratório que tem em Pontevedra estão a produzir 500 milhões da vacina Novavax, que está ligada ao casal Bill e Melinda Gates. De futuro também existe a possibilidade, em Paredes de Coura, de serem produzidas vacinas para a gripe e a Covid-19. Esta nova unidade de produção vai colmatar uma insuficiência existente pois Portugal não tem nenhuma fábrica que produza vacinas, ao contrário do que acontece na Austrália ou no Brasil.