Espanhol Português

As localidades espanholas Aracena e Aroche e a portuguesa Huelva uniram-se no Festival do Território Hospitalário “A Raia”, um projecto de Cooperação Transfronteiriça que integra diferentes actividades culturais, divulgativas e de recriação histórica nos três municípios que partilham uma história comum.

Na Idade Média, em meados do século XIII, as populações “andalusíes” de Aracena, Aroche, Moura e Serpa foram conquistadas pela Ordem Hospitalar de São João. A partir desse momento, reenvidicadas tanto por Portugal como por Espanha, recordou o Ayuntamiento de Aracena num comunicado.

O tratado de Alcañices resolveu esta disputa e criou a mais antiga fronteira política da Europa, a Raia. Para ser vigilada, foram construídos castelos e torres de vigia pertencentes à Rota dos Castelos do Território Hospitalar, promovidos pelos quatro municípios acima referidos sob o lema “Quatro castelos, o mesmo horizonte”.

Esta iniciativa vai mais longe, com o Festival do Território Hospitalar. Este íntegra uma agenda cultural comum, como é o caso do espectáculo de música antiga “Castelo de Aracena”, a Noite das Velas de Aroche e a Feira Histórica de Serpa.

A primeira delas abrirá a programação neste domingo, dia 09 de Agosto, com um concerto de música andaluza no Parque Municipal Arias Montano de Aracena. Este apresentará o contexto histórico do festival por meio da recitação de versos do poeta e rei Al-Mutamid.

Na mesma linha, o concerto de encerramento da XXVII “Mostra de Música Antiga do Castelo de Aracena”, no domingo, dia 16 de Agosto, será dedicado à poesia galego-portuguesa e contará com uma recriação do recital das Cantigas de Aroche e Moura, de Alfonso X, na Igreja do Priorado do Castelo.

O testemunho de Aracena será passado a Serpa no dia 22 de Agosto com mais uma adaptação da sua Feira Histórica. Devido às limitações impostas pela Covid-19, o seu programa será reduzido a uma recriação da Ordem Militar do Hospital no seu castelo.

Por este mesmo motivo, Aroche substituirá a sua especial “Noite de Velas” por uma recreação histórica no castelo, isto mais próximo do outono.

A edição de um folheto interactivo sobre o Festival do Território Hospitalário, em espanhol, português e inglês vai completar este projecto.