O TRAPÉZIO é o futuro

Comparte el artículo:

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp
Share on telegram
Share on email

Boas notícias. Um novo diário digital acaba de nascer no universo da Internet: O TRAPÉZIO (www.eltrapezio.eu). É um conceito totalmente inédito,o resultado da equipa que, por quase 30 anos, temos editado o semanário EL TRIANGLE.

A família triangular não para de crescer. Há 12 anos começamos a publicar o diário digital eltriangle.eu. Dois anos atrás, criamos la VALIRA (www.lavalira.eu), um jornal digital dedicado especificamente para cobrir a área dos Pirenéus e Andorra. E agora lançamos o TRAPÉZIO, para promover o melhor conhecimento mútuo entre os povos que compartilhamos a Península Ibérica, dividido por séculos entre os Estados português, espanhol e andorrano.

A entrada de Portugal e Espanha na União Europeia, em 1986, mudou radicalmente a vida destes dois países: não há mais fronteiras ou alfándegas. Além disso, desde 2002, partilhamos a mesma moeda, o euro, juntamente com 300 milhões de europeus mais. Mais cedo ou mais tarde, Andorra terá que dar o mesmo passo.

Com excepção do Basco, todos os habitantes do espaço ibérico falam línguas muito semelhantes -praticamente idênticas-que têm as suas raízes na língua latina que nos trouxeram, mais de 2000 anos atrás, as legiões romanas. E, apesar disso, tem sido difícil para os portugueses e espanhóis entenderem-se fluentemente. Dentro do Estado espanhol, como já vimos há alguns anos, a coexistência-especialmente no caso dos nacionalismos identitários-também é complexa, pesada e às vezes conflitante.

O TRAPEZIO nasceu com um objectivo simples e claro: tratar a situação actual política, económica e cultural dos povos ibéricos de uma forma conjunta, equilibrada e com o maior respeito pelas características diferenciais de cada um. No momento, o jornal digital tem uma versão dupla, em espanhol e português. Mas o objetivo é também incorporar catalão, a língua oficial de Andorra, e, mais tarde, publicar uma revista de impressão mensal multilíngüe.

A realidade é como é. Se somarmos todos os habitantes da Península Ibérica, somos quase 60 milhões habitantes, com um poder demográfico equivalente ao da Itália e perto da França. Isto dá-nos mais força no concerto do Parlamento Europeu e na adopção de decisões estratégicas em Bruxelas que podem beneficiar-nos. Além disso, devemos estar satisfeitos com o facto de o português António Guterres ser o secretário-geral da ONU, a dignidade máxima a que um político no mundo pode aspirar.

Estou ciente de que a convivência entre espanhóis e portugueses é muito condicionada, ainda hoje, pelo passado traumático que consolidou a divisão peninsular no século XVII. Em nenhum momento quero ferir sensibilidades ou sentimentos nacionais, perfeitamente assumidos e legítimos. O único propósito do TRAPEZIO é promover a compreensão e energizar a aproximação entre os três Estados peninsulares, sem aderir a qualquer fórmula política ou institucional específica que põe em causa ou alterar o status quo herdado e vigente..

Cooperar e colaborar é uma fonte de vantagens para todos e as pessoas que habitam a Iberia têm um grande futuro à nossa frente se a colocarmos em prática decisivamente. O TRAPÉZIO quer contribuir para esta emocionante tarefa com o mais refinado espírito de jornalismo: comunicar e facilitar a compreensão entre todos os habitantes da Península para intensificar as relações e trocas de todos os tipos.

À frente deste projeto inovador é um magnífico profissional, Pablo González, a quem damos as boas-vindas. Viva o TRAPÉZIO!

Jaume Reixach é jornalista e editor das publicações EL TRIANGLE, LA VALIRA e O TRAPÉZIO

 

Noticias Relacionadas

Como chegámos a uma «Tempestade Perfeita»?

O que é uma «Tempestade Perfeita»? Normalmente quando utilizamos esta expressão estamos a descrever um fenómeno meteorológico que foi criado graças a confluência de vários

Deixe um comentário