Espanhol Português

Quando a pandemia do coronavirus atacou em força a Península Ibérica, mais particularmente a Espanha (que até ao momento contabilizou 26.070 óbitos), os campeonatos profissionais de futebol estavam ao rubro nos dois países, com Porto-Benfica e Barcelona-Real de Madrid a disputarem os primeiros lugares das respectivas competições. A 10 jornadas da final tiveram que parar.

Durante dois meses todos estiveram confinados e agora que o processo de desconfinamento já começou, começa-se a falar na abertura de vários sectores da economia, e um deles é o futebol. Jogar ou não jogar, eis a questão? Em relação aos desportos de salão ou não profissionais, estes terminaram na secretaria (o que não agradou a alguns) mas quando chegamos ao futebol, ao desporto-rei, as coisas mudam e o dinheiro chama muito a atenção.

Futebol volta no verão

Com o adiamento do Campeonato Europeu para 2021, o verão tornou-se numa possibilidade para se estender os campeonatos para além do tempo previsto. Em Portugal, António Costa reuniu-se com a Liga e os presidentes dos maiores clubes (Benfica, Sporting e Porto) para decidir o que se fazer. Se a II Liga terminou na secretaria com a subida do Farense e Nacional da Madeira (clube do coração de Cristiano Ronaldo), a divisão principal vai voltar no fim do mês de Maio.

Os clubes têm estado a testar os jogadores e restante staff e os treinos começaram mas de uma forma diferente, com as sessões a serem divididas em pequenos grupos. Sobre a volta das competições, António Costa garantiu que as 10 jornadas e a final da Taça de Portugal, que vai opor os eternos rivais Benfica e Porto, vão ser realizadas mas não se sabe bem como.

Uma das medidas que se pensa adoptar e jogar estas partidas em poucos estádios (os dos “três grandes” já estão desinfestados) e nas regiões menos afectadas pela Covid-19. Todos estes encontros serão feitos a porta fechada e existe a possibilidade de serem transmitidos em televisões com sinal aberto. Mesmo com esta volta do futebol, os clubes perderão 180 milhões de euros.

Em Espanha, a volta de La Liga, um dos campeonatos mais chamativos do mundo, ainda não é certa mas Javier Tebas acredita que a mesma possa acontecer no início do mês de Junho para poder terminar até Setembro. Antes do anúncio oficial desta retoma, os diversos clubes começaram a realizar exames de despiste. Barcelona, Atlético de Madrid e Real de Madrid foram algumas das equipas que começaram a dar os primeiros passos no protocolo criado para retomar os trabalhos desportivos. Segundo o Ministério da saúde do país vizinho, todos aqueles que testarem negativo poderão iniciar os treinamentos em 48 horas.

III Liga em Portugal

Numa altura em que se fala da sustentabilidade no futebol, a Liga portuguesa de futebol anunciou a criação de uma terceira divisão do futebol profissional em Portugal. Este novo campeonato, que vai abranger tanto o futebol masculino como o feminino, vai iniciar-se em 2021/22 e pretende aproximar ainda mais os adeptos e os seus participantes. Nesta nova III Liga, que vai ser disputada por 24 equipas, vão ser discutidos os acessos aos lugares de promoção à Segunda Liga do futebol profissional.