Espanhol Português

A Comissão Nacional de Eleições (CNE) da Guiné-Bissau divulgou esta quarta-feira os resultados da segunda volta das eleições presidenciais, realizada no domingo. Umaro Sissoco Embaló, candidato do Movimento para a Alternância Democrática (Madem-G15), foi o vencedor das presidenciais.

Segundo os resultados apresentados pela CNE, em Bissau, Umaro Sissoco Embaló foi eleito Presidente da Guiné-Bissau com 53,55 % dos votos. O antigo primeiro-ministro, com 47 anos, será o sexto Presidente do país e sucede a José Mário Vaz. Domingos Simões Pereira conseguiu 46,4% dos votos.

Mais de 760.000 guineenses foram chamados às urnas no domingo para escolher o Presidente da Guiné-Bissau entre Domingos Simões Pereira, candidato do Partido Africano para a Independência da Guiné e Cabo Verde (PAIGC), e Umaro Sissoco Embaló, candidato do Movimento para a Alternância Democrática (Madem-G15).

Domingos Simões Pereira e Umaro Sissoco Embaló passaram à segunda volta, depois de terem obtido, respetivamente, 40,13% e 27,65% na primeira volta, realizada a 24 de novembro.

Umaro Sissoco Embaló é licenciado em relações internacionais, pelo Instituto Superior de Ciências Sociais e Políticas da Universidade Técnica de Lisboa, com mestrado em ciências políticas pelo Instituto de Estudos Internacionais de Madrid, e doutoramento em relações internacionais pela Universidade Complutense de Madrid. É poliglota e domina fluentemente o português, o espanhol, o francês, o árabe e o suaíli.