A maior mostra de artesanato da Península Ibérica está de volta

A Feira Internacional de Artesanato apresenta o melhor do que se faz em Portugal e no estrangeiro

Comparte el artículo:

Compartir en facebook
Compartir en twitter
Compartir en linkedin
Compartir en whatsapp
Compartir en telegram
Compartir en email

A Feira Internacional de Artesanato (FIA), a maior mostra multicultural da Península Ibérica e a segunda da Europa, marca o regresso dos grandes públicos à Feira Internacional de Lisboa. Há mais de 30 anos a promover o desenvolvimento regional e a identidade cultural dos povos ibéricos, a FIA volta a abrir portas aos grandes eventos ao vivo. Esta mostra costuma contar com 600 expositores, de 40 países diferentes, e recebe 110.000 visitantes.

Depois do cancelamento da edição de 2020, que aconteceu por causa das restrições da pandemia, a feira de artesanato vai voltar a se realizar. Mesmo sem a dimensão e o número de expositores de anos anteriores, de 4 a 12 de Setembro, os visitantes poderão ver o melhor do artesanato nacional. Os trabalhos vão ser apresentados consoante as regiões em que os artesãos estão inseridos. 

Nestes stands vão ser divulgados os ofícios, artes e os melhores designs. Também será possível ver os artesãos trabalharem ao vivo filigrana, tapetes de Arraiolos, rendas de bilros ou marroquinaria. Se o pavilhão 2 vai apresentar trabalhos portugueses, no pavilhão 3 vão estar expositores representando o melhor do artesanato internacional. Presentes neste evento vão estar mestres artesãos europeus, africanos, americanos e asiáticos (neste caso, os presentes vivem em território europeu).

Para além do artesanato, a feira tem uma forte oferta gastronómica. A zona da restauração desta 33.ª edição, que vai funcionar das 15 horas às 22:30, vai estar na parte exterior da FIL. Para além dos melhores petiscos da economia regional portuguesa, também vai ser possível aproveitar dos melhores vinhos, músicas, danças e todos os marcos culturais nacionais.

Os bilhetes para a Feira Internacional de Artesanato (FIA) vão ser 50% mais baratos e os visitantes terão que respeitar as normas sanitárias apresentando Certificado Digital ou teste Covid negativo. 

Noticias Relacionadas