Espanha olha para Cabo verde como um país importante em África, especialmente no quesito de segurança e economia azul

Albares visitou a Praia depois de uma visita do presidente de Cabo verde a Espanha, onde foi anunciada uma cimeira bilateral com vários países africanos

Comparte el artículo:

Para o governo de Espanha, Cabo Verde é um «parceiro de referência» em África. Cabo Verde é valorizado pela sua estabilidade democrática e como está muito próximo das Canárias existem cada vez mais migrantes a chegarem a este país lusófono que pretendiam alcançar a costa espanhola. Cabo verde é visto como muito importante para a segurança marítima na região. Espanha e Cabo verde patrulham esta costa de forma conjunta. «Espanha e Cabo Verde partilham pontos de vista na política internacional”, nomeadamente em relação à Ucrânia e ao conflito em Gaza», destacou 9 ministro Albares. No período que começou em 2021 e termina já no fim deste ano, Espanha investiu 10 milhões de euros em Cabo verde. As empresas espanholas pretendem investir, ainda mais, no país.O ministro dos negócios estrangeiros de Espanha, José Manuel Albares está a realizar uma visita à capital de Cabo verde, a cidade da Praia. Aqui encontrou-se com várias entidades, incluindo o homólogo cabo-verdiano, Rui Alberto de Figueiredo Soares. Esta viagem visa “reforçar o compromisso de Espanha com África”. Outros países africanos vistos como bastante importantes por Espanha são Angola e Moçambique. A deslocação é também um compromisso de Espanha com “o futuro económico” de Cabo Verde “e as reformas desenhadas para favorecer a implantação da economia azul. Algo sobre o qual se falou na última Cimeira que a ONU realizou sobre os oceanos. Há dois meses, o presidente de Cabo Verde, José Maria Neves, esteve em Madrid. A ligação de Espanha a Cabo verde é cada vez mais forte, como pode ser visto com a companhia aérea Smartwings que tem uma operação a funcionar entre a ilha do Sal e Bilbao. Cabo verde deverá entrar na Aliança Internacional contra a Seca promovida por Espanha.Devido a isto, o presidente do país insular espera um reforço das relações bilaterais com Madrid. Está mesmo a ser preparada uma cimeira com os países da África ocidental para se discutir uma vasta agenda de temas, de onde se destaca a segurança (especialmente a do golfo da Guiné, outro espaço importante para a lusofonia).

Noticias Relacionadas