Ministro das Infraestruturas considera uma «prioridade» a ferrovia entre o Algarve e Sevilha

Pedro Nuno Santos garantiu que é prioritário para o governo as ligações ferroviárias com Sevilha e Huelva

Comparte el artículo:

Compartir en facebook
Compartir en twitter
Compartir en linkedin
Compartir en whatsapp
Compartir en telegram
Compartir en email

Durante a assinatura do contrato de consignação da obra de eletrificação da linha ferroviária do Algarve, que liga Vila Real de Santo António a Faro, o ministro das infraestruturas, Pedro Nuno Santos, garantiu que a criação de ligações com Espanha é muito importante não só para a região como para o país. Atualmente existe uma linha férrea continua que parte da Hungria e vai até Huelva, ficando a apenas 50 quilómetros do território luso.

Segundo Pedro Nuno Santos, a ligação com as cidades de Huelva e de Sevilha estão no «topo das prioridades» do executivo português. Este tema, visto pelo governante como «uma batalha», foi um dos que pautou a agenda da Cimeira Ibérica de Trujillo.

Só em Sevilha, a quarta maior localidade espanhola, existe uma comunidade portuguesa que oscila entre os 10 e os 15 mil habitantes. «Há dois anos atrás, pouco se falava da ligação a Sevilha. Os algarvios nunca se esqueceram dela, mas a verdade é que, nos últimos tempos, ela ganhou uma nova centralidade, porque cada vez que nós falamos com espanhóis das ligações, no topo das nossas prioridades está a ligação de Vila Real de Santo António a Huelva/Sevilha», explicou o ministro. O governante admitiu que não assiste ao mesmo empenho do outro lado da fronteira.

A eletrificação da linha ferroviária do Algarve é obra que deverá ficar concluída em 2023. Este trabalho para além de encurtar tempos de viagem também vai contribuir para a transição para uma mobilidade verde encabeçada pelos comboios. O transporte ferroviário é responsável por 0,4% das emissões de gases de efeito de estufa, para além de ser o transporte terrestre mais seguro.

Noticias Relacionadas

EL TRAPEZIO: o primeiro xornal ibérico

EL TRAPEZIO (2019) é unha publicación dixital dirixida ás comunidades hispanofalante e lusolusofalante. O seu obxectivo é crear unha opinión pública ibérica, dada a existencia