Representantes das Áreas Metropolitanas Europeias reuniram-se no Porto

A descarbonização foi o grande tema deste fórum que foi organizado em parceria pelo Porto e por Barcelona

Comparte el artículo:

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp
Share on telegram
Share on email

Autarcas de 21 áreas metropolitanas da Europa reuniram-se no Porto a sexta edição do fórum anual da EMA (European Metropolitan Authorities). Estes representantes firmaram um acordo onde comprometem-se a acelerar o processo de descarbonização das cidades. Esta pode chegar com o apoio dos planos nacionais de recuperação e resiliência. Os programas de coesão tem preparados para as cidades investimentos de mais de 100 bilhões de euros. O presidente da Área Metropolitana do Porto, Eduardo Vítor Rodrigues, assumiu que o reforço dos transportes deve ser usado como um meio para terminar com os altos níveis de poluição que as nossas cidades tem. A UE chegou mesmo a processar Portugal pelos níveis de poluição que a atmosfera das cidades de Lisboa e do Porto apresentam.

As metrópoles também defenderam que querem participar das decisões tomadas pela União Europeia. A Comissária Europeia para a Coesão e Reformas, Elisa Ferreira, defendeu que estes planos são uma oportunidade única para transformar a nossa vida em sociedade. Uma Europa mais justa, verde e sustentável. «Muitas das principais reformas e investimentos no âmbito desses planos serão implementados em áreas urbanas», disse a Comissária aos 120 participantes que estiveram presentes na Alfandega do Porto.

Este fórum, que teve como principais temas a transição para cidades mais sustentáveis e inteligentes, foi organizado pela Área Metropolitana do Porto em conjunto com a Área Metropolitana de Barcelona. Ernest Maragall i Mira, que também marcou presença na cidade Invicta, defendeu que «somos os sujeitos das nossas realidades. Não somos apenas o local onde as coisas acontecem. Somos e podemos ser os sujeitos que avançam com as soluções, que assumem as responsabilidades».

No continente europeu, 70% da população vive nas regiões metropolitanas.

 

Noticias Relacionadas