Espumante de Cantanhede é distinguido como o melhor do ano em Portugal e em Espanha

O Marquês de Marialva Cuvée Primitivo Brut Nature de 2014 estagiou em cave durante 60 meses

Comparte el artículo:

O espumante Marquês de Marialva foi distinguido em Portugal e em Espanha como um dos melhores do ano. No Concurso Vinhos de Portugal e no Concurso Internacional de Vinos Bacchus o espumante clássico foi distinguido com vários prémios. Nos dois eventos ganhou 20 medalhas. Em Espanha foi distinguido com o Bacchus e o VINOFED. O espumante Marquês de Marialva Cuvée Primitivo Brut Nature de 2014, da Adega de Cantanhede, também ganhou o melhor do ano no Concurso da ViniPortugal. Neste concurso estiveram inscritos 1450 vinhos.

O vinho, que figura entre os oito melhores dos Grande Ouro (esta distinção permitirá presença em outros eventos internacionais), foi avaliado por 109 especialistas nacionais e internacionais. Enólogos, sommeliers e jornalistas estiveram presentes no Concurso Vinhos de Portugal para avalaiarem os vinhos a concurso e reafirmarem o papel da produção vínica como um dos motores da exportação lusa.

O Marquês de Marialva Cuvée Primitivo Brut Nature de 2014 é feito com a casta Arinto e passa 60 meses em estágio numa cave. Este estágio deixa uma marca no palato dos que provam o espumante. Para além do tipo de uva, o trabalho do enólogo chefe Osvaldo Amado também é um dos fatores que distingue os vinhos feitos na Adega de Cantanhede. Esta marca foi criada para homenagear D. António Luís de Meneses (1603-1675), comandante de Cantanhede que liderou as tropas Portuguesas nas importantes batalhas da Guerra da Restauração (1640-1668). Como reconhecimento para a independência de Portugal, o Rei D. Afonso VI atribuiu-lhe o título de Marquês de Marialva.

Noticias Relacionadas

Iberia en datos

Los principales indicadores sobre la realidad de la península ibérica e islas son fundamentales para entender, analizar y valorar las posibilidades de las relaciones entre