Jornada Mundial da Juventude vai levar a reposição das fronteiras terrestres

Controlo de fronteiras vai ser feito pelas autoridades policiais portuguesas em conjunto com os colegas internacionais

Comparte el artículo:

De 22 de Julho a 7 de Agosto o controlo de fronteiras em Portugal será reposto devido a Jornada Mundial da Juventude. Este controlo será feito, ao longo dos 21 pontos de passagem autorizados na fronteira terrestre portuguesa, pelas autoridades policiais nacionais que serão apoiadas pelas suas congéneres internacionais (incluindo a Guardia Civil).

Este controlo vai limitar-se ao mínimo necessário para salvaguardar possíveis problemas de ordem pública e segurança interna. Vai-se tentar atenuar ao máximo causar um impacto negativo na circulação das pessoas. O controlo de fronteiras já tinha sido reposto em 2017 numa anterior visita do Papa Francisco a Portugal. A livre circulação de pessoas e bens no espaço Schengen prevê que o controlo de fronteiras internas num curto período de tempo.

Peregrinos vão chegar através de Madrid

Muitos peregrinos vão chegar a Portugal através de autocarros e como tal Madrid também tem um plano para receber estas pessoas. Algumas destas pessoas vão pernoitar na capital espanhola antes de percorrerem o caminho final em direcção a Portugal. O director nacional da PSP admite dificuldades mas acredita tanto neste plano de segurança como no de mobilidade, já apresentado e que não vai levar ao corte de vias.

Todos os envolvidos garantem a segurança não só do Papa como de todos os peregrinos e população em geral. Para esta operação na estrada estão mobilizados 16 mil elementos. Alguns deles já estão a fazer este trabalho de segurança há algum tempo nos Caminhos de Santiago. Os organizadores esperam que acorram ao país um milhão de jovens para estarem perto do Papa Francisco.

Já se sabe parte do plano papal. O chefe máximo da igreja católica pretende que os jovens desfavorecidos estejam na fila da frente dos vários recintos que vão receber a JMJ. Um evento que vai contar com uma grande presença de peregrinos espanhóis. Aliás, esta vai ser a nacionalidade que mais vai marcar presença. Uma das últimas polémicas da JMJ é a suposta “limpeza” que está a ser feita para tirar, durante este período, pobres e sem-abrigo da capital. A JMJ vai acontecer de 1 a 6 de Agosto.

Noticias Relacionadas

Iberia en datos

Los principales indicadores sobre la realidad de la península ibérica e islas son fundamentales para entender, analizar y valorar las posibilidades de las relaciones entre