«La Casa de Papel» chega a quinta temporada embalada por «Grândola, Vila Morena»

Última temporada traz paisagens portuguesas e um novo hino para os "ladrões" mais conhecidos

Comparte el artículo:

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp
Share on telegram
Share on email

Setembro trouxe a Netflix os primeiros episódios da quinta e última temporada da reconhecida série espanhola «La Casa de Papel». Desde o início desta história é possível encontrar ligações a Portugal, havendo uma das personagens principais (Itziar Ituño) com o nome Lisboa e a bandeira das quinas chegou a ser vista num misterioso barco, mas esta nova temporada traz cenários bem conhecidos dos portugueses e um novo hino para o grupo de ladrões.

Na quinta temporada, e depois de se ter deixado em aberto a possibilidade de uma fuga para Portugal depois do assalto, Tóquio (Úrsula Corberó) chega a Portugal. As gravações, que aconteceram durante o confinamento e chegaram a retratar um arraial dos Santos Populares, mostram a Ponte 25 de Abril, os eléctricos amarelos, o elevador da Bica, o Bairro Alto e a cidade de Almada (no outro lado do Tejo).

Para além dos cenários conhecidos, o grupo do Professor ganhou um novo hino cantado por Cecilia Krull e Pablo Alborán. A dupla cantou «Grândola, Vila Morena», marco da revolução dos Cravos e que já havia sido entoada pela personagem de Berlim (Pedro Alonso) num vídeo especial que a Netflix subiu nas suas redes sociais a 25 de Abril de 2019. A presença de «Grândola, Vila Morena», que sucede a «Bella Ciao» na banda sonora da série, está a causar furor nas redes sociais e no YouTube com vários portugueses (e não só) a expressarem o seu contentamento por ouvirem esta nova versão da música de Zeca Afonso, que recebeu como título «Requiem».

Sobre ter dado voz a «Grândola, Vila Morena», Pablo Alboran indicou a agência EFE que realizou «três desejos: um dueto com Cecilia Krull, fazer parte da banda sonora de ‘La Casa de Papel’ e cantar uma canção tão importante para Portugal como Portugal o é para mim». Os últimos episódios da produção chegam a Netflix em Dezembro.

Noticias Relacionadas