Setas e pegadas indicativas para os peregrinos foram pintadas na ponte internacional de Valença

Estes sinais indicativos estão pintados com as cores de Portugal e de Espanha e marcam uma fronteira física que não existe há várias décadas

Comparte el artículo:

Será possível fazer a parte portuguesa do Caminho de Santiago com um pé em cada lado da fronteira e isto graças à sinalética existente na ponte de Valença, a centenária infraestrutura internacional. Nesta ponte foram, de novo, pintadas as emblemáticas pegadas e setas que os peregrinos costumavam percorrer, para além da linha que marca a fronteira. Algo que desapareceu, fisicamente, há várias décadas.

As setas (flechas) amarelas e pegadas (huellas), com as cores das bandeiras de Portugal e Espanha, são um elemento visto como icónico daquela parte de um caminho religioso que faz parte da memória de uma parte dos católicos que chegam ao território ibérico vindos de vários cantos do mundo. O ponto simbólico fica mesmo no meio da ponte internacional de Valença. Onde dá para ver tanto a cidade portuguesa como Tui. Pela Eurocidade passam vários peregrinos que vão em direção de Santiago de Compostela.

As pinturas na ponte foram feitas por um funcionário da autarquia de Valença, pela primeira vez em 2016.

Noticias Relacionadas