Europa Press e LUSA assinam acordo de cooperação para reforçar o jornalismo luso-espanhol

Lutar contra a desinformação e melhorar o entendimento das realidades notícias na Península Ibérica são o objetivo deste acordo

Comparte el artículo:

Compartir en facebook
Compartir en twitter
Compartir en linkedin
Compartir en whatsapp
Compartir en telegram
Compartir en email

A Europa Press e a LUSA assinaram um acordo estratégico de cooperação para reforçar o trabalho entre ambas as agências. O intercâmbio de informação jornalística entre Espanha e Portugal é o objetivo deste convénio assinado por Joaquim Ferreira (CEO da agência portuguesa) e Asís Martín de Cabiedes (presidente executivo da Europa Press). Ambas as agências noticiosas compartilham a vontade de lutar contra a desinformação e fortalecer a liberdade de imprensa em território europeu. Mesmo sendo o continente onde os jornalistas têm maior liberdade, os vencedores do Prémio Nobel da Paz de 2021 nos seus discursos de aceitação pediram que o jornalismo do século XXI não seja dependente de um controlo económico nem que propagem ódio e mentiras.

Esta parceria também procura um melhor entendimento das realidades luso-espanholas. «O acordo com a agência LUSA evidência a crescente importância de estabelecer acordos estratégicos de colaboração entre as agências líderes de cada país para criar uma rede de intercâmbio», explicou Asís Martín de Cabiedes, presidente executivo da Europa Press. A importância que a atualidade noticiosa portuguesa e espanhola tem no país vizinho é cada vez maior.

A LUSA defende este acordo devido aos valores comuns, como é o caso da independência jornalística, que compartilham. «Este protocolo é vital para a nossa agência como uma forma de aprofundar as relações de cooperação não só em relação aos conteúdos informativos como nos temas de interesse em comum», contou Joaquim Ferreira.

O acordo entre a agência portuguesa e a espanhola, líderes nos respetivos mercados, foi assinado em Lisboa.

Noticias Relacionadas