Tróia, a pérola de Setúbal que encanta todos a primeira vista

Praias durante o dia e uma ida ao casino pela noite são a rotina a ter em Tróia

Comparte el artículo:

Compartir en facebook
Compartir en twitter
Compartir en linkedin
Compartir en whatsapp
Compartir en telegram
Compartir en email

No outro lado do Tejo, vindos de Lisboa, chegamos a península de Setúbal. Nesta faixa de terra encontramos inúmeras belezas tanto naturais (como é o caso da Arrábida) como arquitectónicas e gastronómicas/vinícolas. Tal como uma matrioska, dentro desta península (que fica dentro de outra) encontramos Tróia. Para chegar até a Tróia pode apanhar diversas ligações fluviais que partem da capital deste distrito até ao destino.

Esta linha arenosa, que pertence ao concelho de Grândola mas pode ser vista a partir da cidade de Setúbal, é vista como um paraíso para George Clooney ou Sandra Ortega. A mulher mais rica de Espanha pretende construir um resort de luxo na região. Todos os hotéis, de variadas gamas, têm piscina mas a grande jóia da coroa de Tróia são as suas praias de águas transparentes. Uma das mais conhecidas, a da Comporta, apareceu por várias vezes no Instagram de Madonna, já que era onde andava a cavalo e conhecia um pouco mais da cultura portuguesa. Tudo regado com um moscatel de Setúbal e uma torta de Azeitão enquanto o sol cai atrás da serra da Arrábida e deixa as suas sombras no areal.

De noite, se ficar para jogar no casino, não se esqueça de estar acompanhado por um casaco pois as noites podem ser bastante frescas mas bastante agradáveis pois a região de Setúbal apresenta um microclima único temperado pelo Sado e pelo Atlântico. A serenidade e a paz que Tróia transmite levam a que o visitante, mesmo que apenas vá passar o dia, relaxe e carregue baterias durante as férias (as de verão são as mais concorridas) ou o fim-de-semana. Vai estar longe de tudo mas perto de duas das maiores cidades portuguesas.

Formada há mais de 5 mil anos, os primeiros vestígios da ocupação humana em Tróia remonta ao período romano (o nome Tróia não vos faz lembrar uma zona ali para o lado da Grécia?) e para comprovar existem ruínas e um complexo de salga de peixe. Nesta jóia turística pode fazer caminhadas, andar de bicicleta ou observar os nossos simpáticos golfinhos que andam pelo meio dos barcos que chegam repletos de turistas que chegam para conhecer esta beleza portuguesa.

Noticias Relacionadas