Espanhol Português

Os Institutos Nacionais de Estatística de Portugal e Espanha acabam de publicar de maneira conjunta a décima sétima edição de “Península Ibérica em números”, correspondendo a 2020. Este relatório é uma edição trilingue (português, castelhano e inglês).

Apresenta-se um conjunto relevante de indicadores estatísticos oficiais, agrupados em 14 temas, permitindo comparar os dados dos países vizinhos e observar a posição de cada um no contexto da União Europeia. A informação em muitos casos é detalhada a nível regional.

Alguns dos dados apresentados focam-se na biodiversidade e na área protegida em ambos os territórios (27% em Espanha e 21% em Portugal), o que é bem superior aos 18% praticados nos restantes estados-membros. Em relação às energias renováveis, a meta dos 50% (actualmente é de 30%) está a colocar Portugal na frente da corrida ibérica e europeia por energias mais limpas.

Na última década, o crescimento das populações portuguesas e espanholas foi diferente. Portugal teve aquilo que se chama de crescimento negativo, com o ano de 2013 a ter sido o pior e 2018 o melhor. Já em Espanha desde 2016 tem existido um crescimento continuado. Quando falamos do envelhecimento da população, as duas regiões ibéricas com uma maior taxa de idosos é o Principado das Astúrias (25.7%) e o Alentejo (25.5%). Em relação a esperança de vida a nascença das mulheres, tanto Espanha como Portugal estão a frente da média europeia.

Também durante a década de 2010-2019, Portugal reduziu em 17.7 pontos a sua taxa de abandono escolar, o que fez com que aproxima-se mais dos valores europeus. Espanha também teve uma diminuição da sua taxa de abandono.

Este relatório pode ser descarregado tanto no seu formato de pdf como de uma forma interactiva.