Espanhol Português

Segundo o jornal La Región, Celanova (Ourense) vai inaugurar, em janeiro próximo, um busto de bronze no Parque das Triguerizas da cidade, em memória de Pepe Velo, com o objetivo de lembrar e comemorar a figura do comprometido galeguista e iberista celanovés. Além disso, está prevista a organização de um pequeno dia focado na figura de Velo.

A iniciativa faz parte da Fundação Lois Peña Novo, da Secretaria Xeral de Política Linguística, da Associação dos Amigos do Couto Mixto, que são apoiadas pelos concellos celanova e Melgaço. O objetivo é resgatar a vida “esquecida” do poeta.

Um dos acontecimentos que singularizou a vida de Pepe Velo, que deixou a aldeia celanovesana com a eclosão da Guerra Civil, foi o sequestro do navio Santa Maria, com o objetivo de minar as ditaduras espanhola e portuguesa. Tudo começou com a chegada de Velo à Venezuela, onde foi criado o DRIL (Diretório Revolucionário Ibérico de Libertação). Foram alguns membros desse grupo que protagonizaram o sequestro da Santa Maria (Operação Dulcinea).

A Operação Dulcinea foi o nome escolhido pelo político e militar português Henrique Galvão pelo secuestro do paquebote Santa Maria, propriedade da companhia de navegação portuguesa Companhia Colonial de Navegação, num ato político destinado a atrair a atenção da opinião pública internacional contra as ditaduras de Oliveira Salazar em Portugal e Franco em Espanha. Junto con Galvão, os espanhóis Xosé Velo e José Fernández Vázquez – também conhecido como Jorge de Soutomaior – lideraram a acção. Durante o sequestro, o navio foi rebatizado de Santa Liberdade.