António Costa: “Os portugueses gostaram da geringonça”

Comparte el artículo:

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp
Share on telegram
Share on email

Com um semblante de felicidade, depois de um fim de campanha marcada por ataques pessoais, António Costa anunciou a vitória socialista. O líder do Partido Socialista afirmou, na presença e aplauso de Mário Centeno-atual presidente do Eurogrupo-que “os portugueses gostaram da geringonça, com um PS reforçado”.

Costa negociará com seus aliados geringonza (Bloco de Esquerdas e o Partido Comunista) e outros partidos tais como os ambientalistas PAN (Pessoas-Animais-Natureza) e LIVRE para assegurar um governo estável por quatro anos. O primeiro-ministro disse que não conta “para nada” com CHEGA-equivalente a VOX de extrema-direita- que ganhou um assento.

O bloco de esquerda (BE)-o equivalente a Podemos- manteve o seu número de deputados, embora a pesquisa de boca de urna deu-lhe melhores resultados. O Partido Comunista (CDU-Coligação Democrática Unitária) perdeu 5 deputados.

A derrota das direitas, que não se apresentaram em coalizão como nas eleições anteriores, teve sua primeira vítima na candidata demitida Assuncão Cristas do CDS (Centro Social Democrático; direita democrática cristã clássica). O centro direita do PSD do Rui Rio (Partido Social Democrata) negou que o resultado eleitoral fosse “um desastre” para a sua formação, mantendo um solo eleitoral e colocando a culpa dos seus resultados na divisão de voto à direita do seu partido, especialmente no caso de das duas novas formações políticas que entraram no Parlamento: Iniciativa Liberal e CHEGA. Ambos com um congressista.

António Costa conseguiu mudar o mapa das cores partidárias em Portugal. Ele conseguiu penetrar o norte tradicionalmente conservador e expandir o seu apoio no sul, tradicionalmente de esquerda.

Noticias Relacionadas

Como chegámos a uma «Tempestade Perfeita»?

O que é uma «Tempestade Perfeita»? Normalmente quando utilizamos esta expressão estamos a descrever um fenómeno meteorológico que foi criado graças a confluência de vários

Deixe um comentário