Caminho até ao Catar

Portugal viajará até uma das maiores comunidades de portugueses na Europa, já a Espanha poderá ter um problema em «mãos»

Comparte el artículo:

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp
Share on telegram
Share on email

O caminho para o Mundial do Catar, o primeiro a acontecer num país do médio oriente e em pleno inverno (Março), já está decidido. Num sorteio que decorreu sem as comitivas devido às regras sanitárias, Portugal, Espanha e as restantes nações europeias conheceram os grupos da fase de apuramento dos 13 qualificados (os 10 vencedores mais os três melhores segundos classificados) para o Mundial de 2022. Este período de qualificação vai acontecer no próximo ano e vai juntar-se ao Campeonato da Europa, adiado por causa da pandemia, e a final da segunda edição da Liga das Nações.

Começando pelo grupo A, onde Portugal é o favorito, saiu a república da Irlanda, o Luxemburgo (que tem uma das maiores comunidades de portugueses na Europa), o Azerbaijão e a Sérvia. A estas seleções pode se juntar o Catar, o anfitrião do Mundial que já jogou a Copa América e seria colocado neste grupo, que não tem nenhuma das quatro equipas que vai jogar a final da Liga das Nações, para poder ganhar mais experiências em jogos com equipas mais valorizadas no ranking FIFA.

No grupo B, está a Espanha, Suécia, Grécia, Geórgia e o Kosovo, país que pode trazer um problema para «La Roja» a nível diplomático. É que o Kosovo, que primeiramente saiu no grupo de Portugal mas teve que ser retirado porque já lá estava a Sérvia e o regulamento dita que dois países com um conflito não podem estar juntos, não é reconhecido diplomaticamente por Espanha, o que pode levantar um problema já que em todos os jogos a bandeira e o hino do adversário devem ser mostrados.

Noticias Relacionadas

Como chegámos a uma «Tempestade Perfeita»?

O que é uma «Tempestade Perfeita»? Normalmente quando utilizamos esta expressão estamos a descrever um fenómeno meteorológico que foi criado graças a confluência de vários

Deixe um comentário