A MONSTRARE vai levar até Loulé uma programação de cinema social

A curta-metragem de animação luso-espanhola "O Macaco" vai estar em exibição

Comparte el artículo:

Compartir en facebook
Compartir en twitter
Compartir en linkedin
Compartir en whatsapp
Compartir en telegram
Compartir en email

A 8ª edição da MONSTRARE, que vai decorrer em Loulé de 18 a 23 de Janeiro, terá uma programação de curtas e longas-metragens de cinema social. O Algarve Film Week, que é uma iniciativa da câmara municipal algarvia, vai apresentar obras nacionais e internacionais. A Monstrare arranca no dia 18 de janeiro, com uma sessão de esclarecimento para jovens e a apresentação de três curtas-metragens portuguesas no Auditório do Solar da Música Nova.

No dia seguinte, 19 de Janeiro, vão ser exibidos os títulos «O Lobo Solitário», de Filipe Melo e «O Que Resta», de Daniel Soares. A curta de animação luso-espanhola «O Macaco», de Xosé Zapata e Lorenzo Degl´Innocent, e a longa-metragem «Clube dos Anjos», realizada pelo brasileiro Angelo Defanti, também vão ser exibidos. No terceiro dia, o jornalista Carlos Albino e Miguel Fernandes do Algarve Tech Hub estarão em debate sobre a Inteligência Artificial. No Auditório do Solar da Música Nova vai ser exibido «Desculpa! Uma História Sobre Bullying», de Dave Schram, onde é abordado o bullying nas escolas.

O jornalista de cinema Rui Pedro Tendinha regressa a Loulé para a 2ª edição dos prémios Cinetendinha, numa cerimónia que será transmitida em live streaming. A mostra termina no domingo, dia 23 de janeiro, às 17h, com a exibição de «28 ½», a segunda longa-metragem do realizador português Adriano Mendes. A Monstrare – mostra internacional de cinema social 2022 é de entrada gratuita e realiza-se de 18 a 23 de janeiro no Cineteatro Louletanto, Auditório do Solar da Música Nova, Casa do Meio Dia e Escola Secundária de Loulé.

Noticias Relacionadas