Centro Internacional Rei Abdullah Bin Abdulaziz muda-se para Lisboa

Centro que aposta no diálogo religioso e onde Espanha participa encontra nova casa em Portugal

Comparte el artículo:

Compartir en facebook
Compartir en twitter
Compartir en linkedin
Compartir en whatsapp
Compartir en telegram
Compartir en email

O Centro Internacional Rei Abdullah Bin Abdulaziz, organismo que junta líderes religiosos, transfere-se para Lisboa. A aposta num maior diálogo que evite conflitos usando a religião é o principal objetivo deste centro que esteve em Viena até agora. A religião deve ser vista como parte da solução e não do problema. Isto é o que este centro internacional procura num momento em que a compreensão entre as diferentes culturas está cada vez mais extremadas.

A assinatura do protocolo que formaliza a transferência foi feita no Palácio das Necessidades. Nesta cerimónia estiveram presentes os representantes desta instituição e o ministro dos negócios estrangeiros, Augusto Santos Silva. «O que trazemos é uma coisa que pode ser única: A religião pode ser parte da solução, não a causa do problema e isso é mesmo muito importante», disse o secretário-geral do Centro Internacional Rei Abdullah Bin Abdulaziz para o Diálogo Inter-religioso e Intercultural, Faisal Bin Muaammar, após a assinatura deste acordo. 

Augusto Santos Silva na cerimónia de assinatura afirmou que Portugal tem bastante «orgulho» na tradição que tem de receber com um ambiente de «boa cooperação» e de «segurança» a todas as organizações que escolhem o país para receber as suas sedes. O Centro Europeu para a Interdependência e Solidariedade Global – Centro Norte/Sul do Conselho da Europa é outra instituição baseada em território luso.

O Centro Internacional Rei Abdullah Bin Abdulaziz é constituído por um conselho que reúne a Áustria, Espanha, Arábia Saudita e a Santa Sé. Os representantes das religiões cristãs, budista, hindu, islâmica, judaica, jainismo e sikhismo.

Noticias Relacionadas