Con el patrocinio de:

Os Correos Express querem ganhar a hegemonia das entregas ibéricas

Empresa espanhola é a principal concorrente dos CTT e a entrada em Portugal visa ter oferta na Ásia

Comparte el artículo:

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp
Share on telegram
Share on email

A empresa espanhola Correos Express, concorrente dos CTT que conta com 313 anos de história, está no mercado português com o objectivo de ganhar a hegemonia das entregas ibéricas ao mesmo tempo que visam ter oferta na Ásia e internacionalizar-se cada vez mais. A entrada em Portugal deu-se em 2019, com a aquisição de 51% do transporte expresso do grupo logístico (num negócio de 11 milhões de euros), e o objectivo é ter centros de distribuição em todos os distritos, esbatendo ainda mais as fronteiras físicas que separam os dois países. Actualmente contam nove centros de distribuição e uma capacidade de processamento de sete mil pacotes por hora.

“Até agora não havia um operador que oferecesse, com garantias e com homogeneidade, a Península Ibérica”, referiu Juan Hermida, director-geral da unidade portuguesa, a imprensa portuguesa. A proposta da Correos consiste na entrega da sua encomenda em qualquer ponto da Península Ibérica em 24 horas. Enviar uma encomenda de Barcelona ou Lérida para o Algarve já é possível. Nos próximos 5 anos a meta dos Correos Express é entregar 35 milhões de pacotes em toda a Península Ibérica.

Vista como uma entidade única, mas com distintas diferenças, o gestor contou que a situação pandémica e o aumento das compras online em Portugal “colocou os volumes de negócio em níveis que eram só previsíveis em 2023 e 2024”. Segundo a Anacom, o tráfego de encomendas no primeiro trimestre de 2021 cresceu 48,7% comparando com o período homólogo. Já a Correos Express em Maio deste ano teve um crescimento de 98% face ao mês anterior.

Noticias Relacionadas

Deja un comentario