Portugal e Espanha vão revolucionar as maratonas

Eco Maratona Ibérica vai ligar a fronteira através da ecologia e da cultura

Comparte el artículo:

Compartir en facebook
Compartir en twitter
Compartir en linkedin
Compartir en whatsapp
Compartir en telegram
Compartir en email

A Eco Maratona Ibérica vai, em Junho e em Setembro, unir os dois lados da fronteira. Esta nova forma de ver as maratonas pretende promover a saúde, a cultura e estimular a consciencialização ambiental. A prova que vai ligar Portugal e Espanha pretende que os participantes desfrutem da beleza que a região fronteiriça oferece. A corrida vai acontecer na Ecovia Internacional Tâmega e Corgo, Ecovia do Rio Minho, trilhos naturais e nos corações das cidades de Verín, Chaves, A Guarda e Caminha.

Segundo a organização, esta maratona ecológica pretende combater o «sedentarismo através do estímulo da prática de exercício físico num espectro alargado no que respeita a faixa etárias». Esta prova desportiva vai acontecer em duas etapas, a 12 de Junho e 4 de Setembro. As localidades de Verín-Chaves e de A Guarda-Caminha vão ser ligadas pela Eco Maratona Ibérica. As distâncias a correr são de 42km, 21km e 10kms.

Maratona em dois dias pelo Tâmega e o Minho

A 12 de Junho, os participantes desta maratona vão partir do município raiano de Verín e vão desfrutar do rio Tâmega através da Ecovia Internacional. O Parque de Lazer do Açude do Rio Tâmega vai marcar a travessia da fronteira entre Espanha e Portugal. A entrada em território lusitano vai acontecer em Vila Verde da Raia e o Vale da Cidade de Chaves. A maratona vai terminar na mítica Ponte Romana.

A 4 de Setembro, a Eco Maratona Ibérica vai promover uma travessia entre A Guarda e Caminha. Com início em A Guarda, os atletas vão desfrutar de uma paisagem marítima, fluvial e montanhosa. Na Ecopista do Rio Minho vão passar a Ponte da Amizade, que marca a travessia entre os 2 países. A aventura em solo português começa em Vila Nova de Cerveira e termina no coração de Caminha.

Noticias Relacionadas