Rota de viagens no rio Minho terminou o ano com forte afluência

Projeto-piloto aproximou o Alto Minho da Galiza através da cultura e da gastronomia

Comparte el artículo:

A rota Rio Minho, um destino navegável terminou no fim do mês de outubro com a participação de mais de cinco mil turistas. Devido a forte participação, muitos horários tiveram de ser alargados. Segundo a autarquia de Monção, um dos concelhos por onde este passeio passou, a analise é bastante positiva. Isto porque a ligação ao lado galego foi reforçada. Os outros municípios são: Salvaterra, Valença e Tui. 

Estas cidades convidaram os turistas a conhecer o rio Minho de uma outra forma. As visitas a estes municípios foram complementadas com visitas aos centros históricos das quatro localidades e ações de degustação de produtos locais. «O que confirma a forte atratividade desta região junto dos visitantes e, por outro, a navegabilidade do rio Minho entre duas Eurocidades», como pode ser lido no comunicado da organização enviado às redações. 

Este projeto-piloto contou com 450 passeios fluviais. A ideia de exploração turística do rio Minho nasceu em 2017. O seu impulsionador foi o então alcade de Salvaterra, Arturo Grandal. A Rota Fluvial do Rio Minho foi apresentada, em dezembro de 2021, no cais de embarque de Salvaterra do Miño. O objetivo destes passeios é mostrar as potencialidades que este rio internacional oferece. 

Existiram dois tipos de passeio. O rápido tinha uma duração de meia-hora, já o longo levava a que as pessoas passeassem pelo Minho durante um dia inteiro. Este projeto foi financiado em 1,3 milhões de euros pelo Programa de Cooperação Transfronteiriça Espanha-Portugal (POCTEP). As visitas de barco aconteceram de fevereiro (no período de Carnaval) a outubro. Os passeios de barco no rio foram feitos de forma gratuita.

Noticias Relacionadas

Iberia en datos

Los principales indicadores sobre la realidad de la península ibérica e islas son fundamentales para entender, analizar y valorar las posibilidades de las relaciones entre