Eurorregião da Galiza e do Norte de Portugal pede decisões concretas na próxima Cimeira Ibérica

Alta velocidade, comboio Celta e o Estatuto do trabalhador transfronteiriço são algumas das medidas que pretendem ver resolvidas

Comparte el artículo:

A Eurorregião da Galiza e do Norte de Portugal quer que a alta velocidade e o comboio Celta sejam dois dos assuntos a ser tratados na Cimeira Ibérica que vai acontecer em outubro na cidade de Viana do Castelo. «Para a Eurorregião é prioritario a ligação de alta velocidade Vigo – Porto – Lisboa. Por isso o AECT da Eurorregião Galicia – Norte de Portugal espera que na Cimeira Ibérica de Viana do Castelo surjam desenvolvimentos por parte do governo de Lisboa, na modernização e electrificação, bem como a construção da saída sul de Vigo. Para além, de garantir que o atual «Comboio Celta» Vigo – Porto funcione com boas condições de circulação e frequência». O grupo esteve reunido para definir os temas que pretendem ver tratados na próxima reunião entre os chefes de governo de Portugal e de Espanha.

Na nota divulgada pela AECTGNP, apresentam a expetativa que da cimeira saiam propostas concretas e que pedem já há muito, como é o caso da ligação de alta velocidade Vigo – Porto – Lisboa ou a eletrificação da saída sul de Vigo que vai permitir melhorias na circulação do comboio Celta. Uma das medidas que foi prioritária na Cimeira de Trujillo, em 2021, é o Estatuto do trabalhador transfronteiriço entre Espanha e Portugal. Medida que ainda não passou do papel a prática.

A Eurorregião da Galiza e do Norte de Portugal lembra que também é necessário melhorar a ligação transfronteiriça internacional pela estrada entre o noroeste português e a Galiza, por Macedo de Cavaleiros, passando por Vinhais até à Gudiña (Ourense).

Noticias Relacionadas

Iter ab Emerita Salmanticam

En honor a la verdad, la calzada que construyeron los romanos para vincular Mérida (Emerita Augusta) con el norte peninsular -muy probablemente sobre un camino