Portugal sai da lista verde do turismo britânico

Medida vem com o aumento do número de infeções e a final da Liga dos Campeões

Comparte el artículo:

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp
Share on telegram
Share on email

Poucas semanas depois da abertura do corredor aéreo que permitia que os turistas britânicos pudessem viajar para Portugal sem quaretena, o Governo britânico volta a retirar o país da lista verde do turismo. Os inúmeros de infectados estão a subir, especialmente na faixa etária que vai dos 15 aos 40 anos, e 17 milhões de vacinas já foram dadas.

Esta medida, que foi confirmada pelo secretário dos Transportes britânico, Grant Shapps, leva a que o território luso entre na lista «âmbar» (ponto intermédio), onde os britânicos só devem viajar em situações de emergência, não para passar umas simples férias. Na volta ao Reino Unido, quem chegar terá que cumprir um período de quarentena. Quem também faz parte da «lista âmbar», que requer uma quarentena de 10 dias a chegada e dois testes PCR, é Espanha. Esta decisão engloba não só Portugal continental mas também as suas ilhas.

Esta decisão vem depois da final da Liga dos Campeões, na cidade do Porto, onde os adeptos do Manchester City e do Chelsea andaram pela cidade sem estarem na «bolha» anunciada pela UEFA. Com a retirada de Portugal dá lista verde, segundo a imprensa britânica, haverão «milhões de libras» de prejuízo para operadores de viagens e companhias aéreas. Sobre esta decisão, o ministro dos negócios estrangeiros português, Augusto Santos Silva, considera que esta é uma «decisão cuja lógica não se alcança”. O plano de desconfinamento português continua durante o mês de Junho com o fim do teletrabalho, o regresso dos adeptos aos recintos desportivos e o aumento dos horários dos espaços de restauração (que poderão receber clientes até às 00 horas).

Noticias Relacionadas

Deja un comentario