Con el patrocinio de:

Grupo Miranza vai apostar em Portugal para a internacionalização

Empresa espanhola de oftalmologia vai abrir as primeiras clínicas em Portugal até Março

Comparte el artículo:

O grupo espanhol Miranza vai apostar na internacionalização com a abertura de clínicas de oftalmologia em Março. «A presença do Miranza em Portugal vai ser uma realidade no primeiro trimestre de 2022», declarou o diretor-geral Ramón Berra. Atualmente em Portugal existem 53 mil utentes a espera de uma cirurgia oftalmológica pelo Serviço Nacional de Saúde. No hospital de Faro, onde a situação é mais caótica, a espera pode chegar a um ano e três meses.

Segundo o jornal Cinco Dias, as primeiras deverão entrar em atividade até Março de 2022. As cidades de Lisboa e do Porto vão receber as clínicas detida pela Magnum Capital. A Magnum Capital Industrial Partners foi fundada por Angel Corcóstegui e pelo português João Talone. Nascida após a compra do catalão Instituto de Microcirugía Ocular (IMO) e de outras quatro clínicas, pretendem ser o grande grupo de oftalmologia a operar não só em Espanha mas como em toda a península Ibérica.

Para além da entrada em Portugal, Berra reconheceu a possibilidade de comprarem clínicas na América latina, médio oriente, norte de África ou no restante continente europeu. Estes passos serão tomados no longo prazo. O futuro próximo da internacionalização do grupo Miranza vai passar por território luso. O grupo de capital de risco Magnum Capital controla 90% do grupo Miranza.

A empresa de Berra pretende ser líder em medicina ocular em Espanha e nas duas últimas semanas adquiriu clínicas na Andaluzia (Cádis) e na Andorra. A marca Miranza conta com 30 centros e tem ao serviço 850 funcionários, dos quais 275 oftalmologistas. O ano irá terminar com uma facturação na ordem dos 78,5 milhões de euros.

Noticias Relacionadas

Leonor en Portugal

“Me siento muy honrada después de recibir la Gran Cruz de la Orden de Cristo y de manos de Su Excelencia el Presidente de la