Con el patrocinio de:

Lisboa é a cidade do sul da Europa mais cara

A cidade portuguesa é a mais cara para adquirir casa na Península Ibérica

Comparte el artículo:

Segundo um relatório apresentado pela Casafari (empresa especializada no setor imobiliário) e que avalia o mercado residencial, Lisboa é uma das cidades mais caras do sul do continente para adquirir habitação. Na lista apresentada fica em segundo lugar. A mais cara é Paris, que tem um preço médio de venda de 12.674 euros/m2. Depois de analisadas cinco cidades europeias, comprovou-se que o preço médio de venda de uma propriedade na capital portuguesa é de 4.817 euros por metro quadrado (m2).

O aumento dos preços é, em muito, inflacionado devido aos custos de construção das casas novas. Os empréstimos para habitação abrandaram. Estas aumentaram 13,5% desde maio. Portugal é o país da Europa onde os jovens saem mais tarde da casa dos pais devido aos altos preços das mesmas. A bolha imobiliária existente no país é alavancada pelo cada vez maior número de condomínios de luxo (tanto em Lisboa como na margem sul) e investimentos estrangeiros. Em todas as cidades analisadas houve uma diminuição da oferta de imóveis para arrendar. Lisboa é a que menos casas tem para arrendar. Com o início de um novo ano escolar nas universidades, os estudantes que fiquem em Lisboa tem de pagar de 300 a 900 euros de renda. Normalmente são pequenos quartos ou anexos com poucas condições.

Este valor faz com que Lisboa ultrapasse grandes cidades como Madrid, Barcelona ou Milão. Estas três cidades não passam dos 4.764 euros/m2. Lisboa e Madrid têm o crescimento dos preços mais acentuado, com aumentos de 5,4% e 5,0%, respetivamente. Em Barcelona, os preços registaram-se estáveis, com um ligeiro aumento de 0,9%.

Noticias Relacionadas

Iter ab Emerita Salmanticam

En honor a la verdad, la calzada que construyeron los romanos para vincular Mérida (Emerita Augusta) con el norte peninsular -muy probablemente sobre un camino