Portugal será o país convidado no festival literário e artístico Cosmopoética

Por Córdoba vão passar as diferentes gerações e tendências da poesia portuguesa

Comparte el artículo:

Compartir en facebook
Compartir en twitter
Compartir en linkedin
Compartir en whatsapp
Compartir en telegram
Compartir en email

A 18.ª edição do festival literário e artístico Cosmopoética, que vai acontecer de 18 a 20 de Novembro em Córdoba, terá como país convidado Portugal. Para António Agredano, o responsável por este evento literário, a homenagem a nação lusitana vai colocar em destaque “a senda da cultura lenta». A proposta deste festival, segundo o seu diretor, é aproveitar o rescaldo da pandemia para colocar o público a repensar a literatura com calma e longe dos formatos apresentados por outros eventos do género.

Na edição deste ano, as «vozes clássicas» da poesia portuguesa, como é o caso de Fernando Pessoa e de Al Berto, vão ter um especial destaque mas as diferentes tendências e gerações também vão marcar presença. Os vencedores do Prémio Rainha Sofia de Poesia Ibero-Americana, Nuno Júdice e Ana Luísa Amaral vão ser alguns dos escritores que tem presença marcada em Córdoba. Na cidade também estarão presentes Gonçalo M. Tavares, Maria João Cantinho, Sara F. Costa e Andreia C. Faria. Estas duas últimas «vozes» fazem parte da nova geração de escritores portugueses e mesmo com carreiras ainda curtas tem recebido variados elogios internacionais.

Para além dos nomes portugueses, alguns dos escritores mais importantes da poesia espanhola contemporânea vão estar presentes. O Cosmopoética também vai contar com a participação de Miren Agur Meabe, o primeiro autor a ganhar o Prémio Nacional de Poesia com uma obra em língua basca, e de Diego Doncel, vencedor do Prémio Loewe.

O Cosmopoética é um festival literário e artístico que é realizado anualmente na cidade andaluza de Córdoba desde 2004.

Noticias Relacionadas