Espanhol Português

Na conferência de imprensa convocada, após o declaração do presidente do Governo espanhol, em que o estado de alarme em Espanha é decretado por mais 15 dias, o O New York Times enviou uma pergunta, na qual questiona a divergência de medidas urgentes, contra a pandemia coronavírus, tomadas por “Espanha e Portugal, dois países vizinhos da mesma Península”.

O presidente tem-se defendido, da crítica do influente jornal nova-iorquino, indicando que tem uma relação próxima com o presidente do Governo português, António Costa, que os trabalhadores transfronteiriços podem atravessar a fronteira, e que o que é visa evitar postos fronteiriços é a passagem para atividades turísticas e de lazer.

A questão foi também colocada extensivamente no que se refere à Europa no seu conjunto, perguntando sobre a disparidade e a falta de coordenação entre os Estados da União Europeia. O Presidente respondeu que vai propor uma conferência para estabelecer “uma resposta comum” entre os países da UE, e argumentou que as diferenças vêm da sequência de aplicação das medidas, mas que todas elas vão na mesma direção e com o mesmo objetivo de s vai parar a pandemia que nos atormenta o mais rápido possível.