Espanhol Português

Conforme relatado pela La Gaceta de Salamanca, da cidade fronteiriça de Fuentes de Oñoro, a Câmara Municipal e um grupo de 15 mulheres voluntárias lançaram um plano para apoiar as cidades “irmãs”, como elas mesmas as chamam, de Vilar Formoso e Almeida, trazendo-lhes material de protecção, máscaras feitas pelos voluntários e máscaras anti-respingos vindas de um grupo de solidariedade da Cidade Rodrigo.

Em Fuentes de Oñoro, onde está uma das passagens principais para o país irmão, é actualmente o único canal de comunicação aberto na província de Salamanca com Portugal, desde que o fechamento das fronteiras foi decretado devido à crise dos coronavírus. A Câmara Municipal e os vizinhos queriam deixar claro que “apesar de por estarmos um pouco menos próximos, principalmente pelo confinamento forçado nas casas, continuamos lembrando nossos vizinhos portugueses ”, apontaram vários voluntários.

“Desde sempre temos levado com muito orgulho a colaboração institucional e a convivência de vizinhos entre Fuentes de Oñoro, Vilar Formoso e Almeida, uma colaboração que devido aos tempos que correm nos vemos obrigados é fundamental para ajudar-nos nestes dias difíceis para todos ”, destacou a vice-presidente de Oñoro, Susana Pérez.

Graças ao trabalho dos voluntários e à contribuição do grupo “Miróbriga vs Covid19”, os funcionários municipais entregaram aos voluntários da Cruz Vermelha Portuguesa, além de empresas e moradores da fronteira, 50 máscaras anti-salpicos e mais de 250 máscaras de proteção.

“Foi uma colaboração de todos, porque as costureiras foram as que confeccionaram estas máscaras mas foi com o material doado pelas Textiles Acosta de Ciudad Rodrigo, de donde também nos chegaram máscaras, tudo para seguirmos convivendo e trabalhando por um bem comum”, também afirmou a vice-presidente.