Espanhol Português

Três décadas depois, voltam os postos fronteiriços na Raia por causa da crise do Coronavirus. Esta foi a medida alcançada por Pedro Sánchez e António Costa após a reunião que tiveram, por videoconferência, neste domingo.

O primeiro-ministro afirmou que “os postos fronteiriços continuam e como tal serão restabelecidos os controlos. Não haverá turismo, nos próximos tempos, entre portugueses e espanhóis”.

O controlo da fronteira se fará de ambos os lados, o espanhol e o português, e o seu objectivo é impedir a passagem de veículos que vão por causa do turismo ou ócio, assim como outros movimentos que não tenham a ver com o transporte de mercadorias ou a mobilidade dos trabalhadores transfronteiriços.

Portugal está a adoptar medidas de confinamento similares às de Espanha, só que não com obrigação legal. Estas são voluntárias. Não obstante, a qualquer momento, pode ser decretado o estado de emergência (o que é o equivalente ao estado de alarma espanhol), se assim solicitar o presidente da república, Marcelo Rebelo de Sousa.

A decisão final será conhecida após um encontro, também por teleconferência, dos ministros do Interior e da Saúde da União Europeia, que vai acontecer nesta segunda-feira (16) e onde se vai definir o tipo de controlo sanitário nas fronteiras internas e externas da União Europeia para que seja possível parar o avanço do Coronavirus.