Espanhol Português

O Agrupamento Europeu de Cooperação Territorial (AECT) Eurocidade Chaves-Verín, uma organização que agrupa os municípios de Verin na Espanha e Chaves em Portugal, associa-se à iniciativa TravelOFF; um projeto de turismo experimental, em que o contato e a interação com pessoas são realizados através de viagens virtuais pela plataforma Google Earth, disponível para qualquer pessoa.

O projeto é liderado pela Hosperience, uma empresa de consultoria especializada em inovação turística, que, ciente do grave problema enfrentado pelas PMEs do turismo nesta crise da Covid-19, lança esta proposta para dar mais visibilidade  aos destinos turísticos. Uma plataforma que visa, de acordo com José Cantero, diretor da Hosperience, “elevar o ânimo nestes dias de isolamento, pois viajar virtualmente de forma a manter o contato com outra pessoa ajuda a aumentar a nossa felicidade e permite conhecer melhor a Espanha”.

O objetivo é viajar em 21 dias, 21.000 quilómetros por toda a Espanha, através de viagens virtuais e que são partilhadas nas redes sociais envolvendo marcas de turismo de forma a converter esses quilómetros em viagens e oferecê-los gratuitamente a pessoas e profissionais que estão na linha de frente da pandemia como são os profissionais de saúde.

Eurocidade da Água

O diretor executivo da entidade transfronteiriça, Pablo Rivera, atuará como anfitrião virtual, mostrando, por meio da ferramenta Google Earth, os recursos turísticos do destino Chaves-Verín que, sob a marca turística conjunta “Eurocidade da Água”, que é promovida há 5 anos.

A caminhada ao longo da fronteira permitirá ao turista virtual ter um primeiro contato com a história da “Raia”; é assim que a fronteira entre Espanha e Portugal é coloquialmente conhecida. Além disso, será possível descobrir os espaços naturais, o  rio, que conecta e não divide; e, acima de tudo, ser capaz de mergulhar – mesmo que de maneira virtual – nas águas minerais e medicinais, absorver os costumes, saborear os vinhos, provar a gastronomia e, o mais importante, conhecer as gentes; os Raianos. Tudo isto  é possível durante “25 horas” por dia, devido à mudança de hora.

Para Pablo Rivera, este projeto é uma excelente oportunidade para divulgar o destino de fronteira “Eurocidade da Àgua” e para  alcançar o potencial turista do pós COVID que, uma vez terminado o isolamento, irá procurar destinos calmos, seguros e sem grande aglomeração, que apostem na  saúde,  no bem-estar e qualidade de vida. Em suma, um verdadeiro refúgio de forma a  poder descansar na Eurocidade Chaves-Verín.