Espanhol Português

A Eurocidade do Guadiana e os especialistas em turismo das Universidades de Huelva e Algarve analisaram, esta semana, em reunião de telemática, o desenvolvimento turístico do território transfronteiriço para desenvolver um plano estratégico para enfrentar o futuro, na sequência da situação de paragem absoluta que tem sido apresentada a este setor estratégico por ocasião da pandemia da Covid-19.

Os especialistas, que já estavam a trabalhar numa estratégia para o sector, acrescentaram uma análise específica para poderem enfrentar uma fase de recuperação da confiança por parte dos viajantes, bem como o posicionamento como destino transfronteiriço, saudável e com garantias adicionais para quem visita esta área.

A estratégia de diagnóstico e turismo para a Eurocidade do Guadiana, que contará com a participação dos agentes turísticos dos três municípios, está a ser coordenada pelos professores Adão Flores da Universidad do Algarve, e Elena García de Soto, da Universidade de Huelva, contando a fase de recolha de dados para diagnóstico com a equipa técnica da Eurocidade e as áreas de Turismo das três populações.

A Estratégia de Turismo da Eurocidade pretende estar em consonância com as políticas de desenvolvimento turístico da Andaluzia e do Algarve, ao mesmo tempo que cumpre os objetivos de cooperação transfronteiriça estabelecidos na RIS 3 de ambas as regiões. Estes trabalhos fazem parte do projeto EuroGuadiana 2020, cofinanciado pelo Fundo Europeu de Desenvolvimento Regional através do Programa de Cooperação Transfronteiriça Espanha-Portugal.

Apesar de atualmente estar em fase de diagnóstico e análise, a equipa determinou reforçar a campanha de comunicação com a criação de um fórum virtual e de um boletim informativo que melhora a comunicação com empresários e agentes turísticos no atual confinamento. A atual fase de trabalho está prevista não presencialmente e decorrerá até julho.