Español Português

No domingo, dia 17, os municípios fronteiriços de Valencia de Alcántara (Espanha) e Marvão (Portugal) organizam a “III Marcha transfronteriça por um comboio digno” para reclamar a reabertura da linha Madrid-Lisboa por Valencia de Alcántara, que percorrerá os caminhos paralelos a linha ferroviária histórica.

A rota partirá da estação ferroviária de Valencia de Alcántara (10:00) e terminará na estação Marvão-Beirã. Um autocarro será fornecido a partir de Valencia de Alcántara e outro de Marvão.
Após a chegada à estação lusa, serão recebidas as autoridades e será lido o manifesto “Por um trem digno e para a reabertura da linha Madrid-Lisboa por Valencia de Alcántara”.

De 1879, até 2012, os comboios de Madrid para Lisboa passaram pela Extremadura espanhola. Esta rota foi feita pelos lendários comboios Lusitania Express e Talgo Luís de Camões. A ligação de Lisboa com Paris, inaugurada em 1887, via Salamanca, é a única que funciona hoje como linha ferroviária com Madrid. Em Medina del Campo o trem é dividido, algumas carruagens vão para Hendaia, outras em direção a Madrid. O chamado Tren Hotel Lusitania leva 9 horas para chegar à capital do país vizinho, quase tanto quanto um voo transatlântico.