Español Português

O primeiro-ministro assumiu hoje como meta do novo Governo colocar o salário mínimo nos 750 euros em 2023 e defendeu também uma “clara valorização salarial dos jovens qualificados” a negociar com os parceiros sociais.

No discurso de posse do XXII Governo Constitucional, no Palácio Nacional da Ajuda, em Lisboa, António Costa referiu que, na anterior legislatura, o salário mínimo nacional “teve um aumento de quase 20%”.

O Presidente da República, Marcelo Rebelo de Sousa, depois de elogiar o anterior governo, afirmou que o Governo “deixou por resolver, ou resolver cabalmente, questões essenciais para o nosso futuro colectivo”. E lembrou quais: “Mais amplos entendimentos de regime, mesmo quanto ao sistema político vigente, ao combate à corrupção, à transparência e ao escrutínio colectivo. A durabilidade do crescimento e o equilíbrio das contas externas, o significativo avanço na produtividade e na competitividade e a maior equidade salarial.”

O Governo apresentará agora o seu Programa à Assembleia da República. O salário mínimo vigente é de 700 euros.