António Costa propõe uma agência global para certificar a qualidade das vacinas

Estas declarações tiveram lugar num painel da Cimeira Ibero-americana e defenderam um Tratado Internacional contra as epidemias

Comparte el artículo:

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp
Share on telegram
Share on email

Nesta terça-feira, no segundo acto do dia da Cimeira Ibero-americana de Andorra, foi levado a cabo um painel de intervenções intitulado: “Reformar e fortalecer o sistema de saúde mundial para uma melhor resposta diante a futuras pandemias”. Neste painel participaram: Xavier Espot, chefe do governo (cap de Govern) do Principado da Andorra; Sebastián Piñera, presidente do Chile; Carlos Alvarado, presidente da Costa Rica; Pedro Sánchez, presidente do governo de Espanha; Emmanuel Macron, presidente de França; António Costa, primeiro-ministro de Portugal e Rebeca Grynspan, Secretário-Geral Ibero-americana.

António Costa propôs uma agência global para certificar a qualidade das vacinas. Considera que “os retos globais têm respostas globais”. Afirmou igualmente que “não há que ter a tentação de encerrar as fronteiras” comerciais. Diante às críticas contra a COVAX, Costa defendeu que não só as fábricas europeias têm que cooperar nesta iniciativa mas também outros países ricos de outros continentes.

Ao longo do evento, diversos dados sobre a pandemia e a situação da vacinação foram divulgados. A América Latina e a Europa representam 20% da população mundial, mas nas mortes por covid-19 representam 70%. Por outro lado, 53% das vacinas foram destinadas a 16% da população (a mais rica do planeta).

Todos os envolvidos têm se mostrado a favor de um Tratado Internacional contra as Epidemias para que, caso exista uma próxima pandemia, a humanidade possa enfrentar com um maior intercâmbio de dados, mais apoio à ciência e maior cooperação nas cadeias globais de abastecimento.

O presidente francês Emmanuel Macron defendeu “a necessidade de promover o acesso universal e igualitário às vacinas” e tem incentivado “a distribuição de doses num esforço de solidariedade internacional através dos mecanismos de subsídios equitativos do Acelerador ACT”. ACT é uma forma de colaboração no âmbito da Organização Mundial da Saúde (OMS) que reúne governos, organizações de saúde, cientistas, empresas e a sociedade civil com o objectivo de acelerar o desenvolvimento e produção de testes, tratamentos e vacinas contra a covid-19 .

No final das jornadas desta terça-feira, a secretária-geral Ibero-americana, Rebeca Grynspan, mostrou-se satisfeita pela consolidação da Comunidade Ibero-americana das Nações.

Noticias Relacionadas

Como chegámos a uma «Tempestade Perfeita»?

O que é uma «Tempestade Perfeita»? Normalmente quando utilizamos esta expressão estamos a descrever um fenómeno meteorológico que foi criado graças a confluência de vários

Deixe um comentário