Português

Os ministros dos assuntos sociais de 22 países ibero-americanos, juntamente com os da Espanha, Portugal e Andorra, pediram para harmonizar as políticas sociais durante a reunião de dois dias realizada até terça-feira no Principado de Andorra.

Na II Reunião Ibero-Americana de Ministros de Assuntos Sociais, encerrada ontem em Andorra, foi aprovada uma declaração final, que enfatiza a necessidade de “harmonizar políticas públicas para proteger os direitos” das pessoas com deficiência e aprovar de um modelo de “bem-estar” a um modelo de “proteção dos direitos das pessoas”.

A declaração final desta reunião, lembrada por seu vice-secretário, Marcos Pinta Gama, será elevada à cúpula dos chefes de estado ibero-americanos que Andorra sediará em novembro de 2020.

Os ministros Ibero-americanos estão comprometidos com a remoção de barreiras que impedem que as “90 milhões pessoas que compõem esse grupo na região desenvolvam seu pleno potencial”, de acordo com uma declaração da Secretaria-Geral Ibero-americana.

Pinta considerou que a declaração era “muito relevante” e que a reunião tinha abordado questões “muito específicas”, como o programa Ibero-americano para a proteção das pessoas com deficiência, a partir do qual propostas concretas que já emanavam como “fortalecer a cooperação entre os países e a troca de experiências “, relata a notícia Andorran (ANA).

Andorra faz parte da comunidade ibero-americana de nações desde 2004.