Diretor do AECT Rio Minho pediu urgência para uma ligação de alta velocidade entre Porto-Vigo

Visto como fundamental, a alta velocidade e a conexão com Espanha devem avançar pelo bem da região norte de Portugal e da Galiza

Comparte el artículo:

Compartir en facebook
Compartir en twitter
Compartir en linkedin
Compartir en whatsapp
Compartir en telegram
Compartir en email

Durante o fórum Ave[comboio de alta velocidade] Madrid – Ourense: Um caminho para a Galiza: desafios e oportunidades, o diretor do AECT Rio Minho falou sobre a falta da ligação de alta velocidade portuguesa e de uma conexão com o traçado espanhol. Para Rui Teixeira, autarca socialista que também esteve presente neste encontro em Ourense, este atraso é um «tempo sem retorno» e a ligação Porto-Vigo é vista como extremamente importante. Em relação ao volume do tráfego, esta pode superar a conexão Lisboa-Madrid, segundo o autarca.

«Portugal tem de entender o vosso trabalho aqui na ferrovia e na alta velocidade como uma última oportunidade. Não pode ser uma espécie de jangada de pedra», afirmou Rui Teixeira, o responsável do Agrupamento Europeu de Cooperação Territorial, numa nota enviada a imprensa.

Alta velocidade é vista como fundamental

«As ligações entre Portugal e Espanha, mais concretamente entre Portugal e a Galiza, são vitais e nunca suficientes», disse o autarca que acredita que a alta velocidade é importante não só para o turismo mas também para a mobilidade dos cidadãos do norte peninsular. O autarca português, que destacou o trabalho feito pelo ministro das Infraestruturas na modernização da ferrovia, lembrou que depois de criada a linha de alta velocidade entre Porto-Vigo a viagem passará a 1 hora. Atualmente este período de viagem é de 02:20.

O orador, único português presente na Expourense, defendeu a importância da ligação ferroviária entre Portugal e Espanha. Este atraso, bastante negativo para o território do Norte de Portugal-Galiza, é explicado pela falta de investimentos fora de Lisboa. A necessidade de regionalizar também foi defendida. Este fórum marcou o arranque da linha de alta velocidade que liga Madrid a Ourense.

O AECT Rio Minho é constituído por 26 concelhos: os 10 municípios do distrito de Viana do Castelo e os 16 concelhos galegos da província de Pontevedra.

Noticias Relacionadas